O SindMetal-GO ganhou uma ação coletiva contra a empresa ACL Indústria e Comércio de Peças Agrícolas Ltda. pelo não pagamento do adicional de insalubridade. O montante a ser pago pelo adicional dos últimos 5 anos é cerca de R$ 70 mil e será dividido entre 11 empregados, inclusive para àqueles que não trabalham mais na empresa. O Sindicato tomou conhecimento das falhas por meio de denúncias anônimas e o acordo foi homologado na sexta-feira (17).

Após a perícia técnica, foi constatada a existência de trabalho em condições insalubres com índices superiores aos limites legais de tolerância. Segundo o perito nomeado pela juíza da 5º Vara do Trabalho, as funções de operador de máquinas, soldador, programador e encarregado de produção possuem insalubridade acima do limite e, por isso, o adicional deveria ser pago aos trabalhadores em grau médio. A ACL preferiu não parcelar o pagamento e os empregados começaram a receber a partir do dia 22 de fevereiro de 2017.