Até setembro, as vendas de automóveis e comerciais leves no Brasil cresceram 5,5%, a 2,66 milhões de unidades

A Volkswagen está trabalhando com um cenário de crescimento de 6% a 7% nas vendas do mercado brasileiro de carros e comerciais leves em 2012, afirmou o presidente da montadora no país, Thomas Schmall.

Até setembro, as vendas de automóveis e comerciais leves no Brasil cresceram 5,5%, a 2,66 milhões de unidades.

Em breve entrevista a jornalistas num evento tumultuado em que participaram o presidente mundial do grupo Volkswagen, Martin Winterkorn, e o atacante da seleção brasileira de futebol Neymar, Schmall afirmou que a Volkswagen mantém plano de investir R$ 8,7 bilhões de reais até 2016.

Apesar disso, ele afirmou que a montadora segue avaliando o recém-publicado regime automotivo brasileiro, que pode gerar uma reformulação de algumas atividades no país.

“O regime é complexo. Vai obrigar um foco um pouco maior em (desenvolvimento) de tecnologia”, disse, sem dar mais detalhes.

Na apresentação, durante o salão do automóvel de São Paulo, a Volkswagen apresentou pela primeira vez no mundo o conceito do jipinho Taigun, utilitário com motor 1.0 e três cilindros que desenvolve até 110 cavalos de potência.

Winterkorn afirmou que o carro poderá ser fabricado no país quando foi perguntado sobre o assunto, o que faria a montadora alemã brigar também pelo segmento de utilitários esportivos compactos disputado por modelos como o Ecosport, da Ford, e o Duster, da Renault.

Fonte: Folha.com