12/01/2016

Os empregados da Hidráulica Brasil Ltda., localizada no Setor Rodoviário, em Goiânia, procuraram o sindicato para reclamar do vale alimentação que é oferecido pela empresa. Segundo a denúncia, a empresa paga apenas R$ 5,00 por dia para custear o almoço dos obreiros. Eles reclamam que o valor não é atualizado há pelo menos sete anos e que está difícil conseguir se alimentar com o pouco dinheiro.

Para se ter ideia, um levantamento feito pelo Procon Goiás e divulgado em abril de 2015 mostrou que o aumento médio da refeição por quilo nos últimos 4 anos foi de 77,23%, muito acima da inflação oficial para o mesmo período: 31,89%. A pesquisa também mostrou que consumir em média 500 gramas de refeição diárias em um mês equivale ao gasto de 50% do valor do salário mínimo. Naquela época, o restaurante mais barato pesquisado pelo Procon cobrava R$18,90 o quilo e o preço médio do quilo em Goiânia era de R$29,81.

Vale lembrar que os dados foram divulgados no início de 2015, ou seja, em 2016 estes valores já sofreram novo aumento. Se apenas R$ 5,00 já é pouquíssimo dinheiro para uma criança almoçar, imaginem para um metalúrgico cuja função exige esforço físico e gasto de energia considerável… O SindMetal-GO já enviou ofício à empresa solicitando uma reunião para negociar um percentual para reajustar o vale alimentação, dando a ele um valor condizente com o preço dos alimentos praticados no momento.