A negociação do aumento salarial de 2015 dos trabalhadores do setor metalúrgico e de material elétrico de Goiânia e Região Metropolitana pode finalmente ter um desfecho. Os operários votam hoje, na sede do sindicato, a contraproposta feita pelo sindicato patronal (Simelgo) para o aumento. 

Desde a última quinta-feira (28), equipes do SindMetal-GO se mobilizaram e percorreram os locais de trabalho realizando reuniões que serviram de fórum para votação e decisão dos obreiros para definirem se fecham ou não a Convenção Coletiva da categoria para o período de abril de 2015 a março de 2016, assegurando o direito de escolha dos trabalhadores.

A inflação acumulada do período da data base ficou em 8,43. Caso seja aprovada, a proposta dos empresários de 8.5% de aumento terá efeito retroativo a 1º de abril e mais 1% a partir do dia 1º de outubro de 2015. As diferenças salariais decorrentes do atraso das negociações serão pagas de uma só vez pelas empresas no primeiro pagamento após a celebração da convenção.