O trabalhador Luiz Gonzaga Vicznevski, de 37 anos, foi um das centenas de empregados da Joule Engenharia Térmica Ltda que não recebiam o café da manhã e lanche que deveriam ser oferecidos pela empresa.

Luiz exerceu, por aproximadamente três anos, o cargo de consultor de vendas técnico na Joule. Atualmente ele não trabalha mais na empresa, mas lembrou que, todos os dias, comia de marmita ou levava lanches de casa, sem saber que esse custo era obrigação da empresa em que trabalhava.

Luiz só ficou sabendo que algo estava errado após ser alertado pela equipe do SindMetal-GO. “O sindicato foi a ferramenta fundamental para esclarecer o que estava acontecendo”, disse o trabalhador.

Em 2014, o sindicato recebeu a denúncia de que a cláusula da Convenção Coletiva daquela época não estava sendo cumprida. Por meses, o SindMetal-GO investigou e chegou até a notificar a empresa, mas a situação não foi regularizada.

No ano seguinte, em 2015, o sindicato acionou a justiça, para que intercedessem em prol dos funcionários. O processo continua tramitando, mas já segue para a fase de execução. Ainda não existe data para o pagamento, mas a assessoria jurídica do sindicato acredita que o crédito será calculado e pago aos trabalhadores ainda em 2019.

Para mais informações, entre em contato com a equipe do SindMetal-GO no telefone: (62) 3224-7277.