17/05/2016

Na tarde da segunda-feira, 16 de maio, o presidente interino da República, Michel Temer, debateu propostas de mudanças na Previdência Social com as centrais sindicais UGT e Força Sindical. Segundo a equipe econômica de Temer, uma das prioridades do governo será fazer uma reforma na Previdência.

Empossado na última quinta-feira, 12 de maio, o presidente em exercício inseriu a Secretaria de Previdência, antes no Ministério do Trabalho, ao Ministério da Fazenda. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, defendeu que se estabeleça uma idade mínima para aposentadoria pelo Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), para garantir o financiamento da Previdência.

Em nota divulgada à imprensa, o deputado e presidente nacional da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, disse que “repudia” qualquer tentativa de reforma na Previdência que retire direitos dos trabalhadores. Para ele, as propostas do novo titular da Fazenda para a área previdenciária são “inoportunas”. Assim, a reunião desta segunda tem como objetivo apresentar e ouvir sugestões das centrais sindicais em todo processo de mudanças.