Uma assembleia foi realizada com os empregados da empresa Tecnox nesta segunda-feira, 17 de outubro, no período da manhã. O presidente do SindMetal-GO, Eugênio Francisco, esteve no local de trabalho dos operários acompanhado por integrantes das assessorias de base e jurídica do sindicato. Os trabalhadores estão com os salários atrasados desde o mês de agosto e o objetivo do encontro era explicar quais as medidas legais que podem ser tomadas para regularizar a situação.

O advogado da entidade sindical, João Batista Camargo, conversou com os trabalhadores e colocou o departamento jurídico do SindMetal-GO à disposição dos operários. “A intenção é que, no que diz respeito ao sindicato, fazer de tudo para que o processo de rescisão indireta corra da forma mais rápida, de modo que eles possam ter uma resposta do judiciário o mais breve possível, pois a situação deles, de fato, é desesperadora” diz o assessor jurídico.

Eugênio Francisco, presidente do SindMetal-GO, afirma que é lamentável a condição na qual os empregados da Tecnox chegaram. “Os operários estão passando por graves dificuldades e a direção da empresa sequer faz uma proposta que seja justa para os trabalhadores que já venderam sua mão de obra. Não resta outra solução a não ser a justiça” afirma o dirigente.