A empresa Tecnox tem atrasado os salários dos empregados há mais de 6 meses. A diretoria da entidade procurou os empresários para chegar a um acordo extrajudicial a fim de regularizar a situação. Após o encontro ficou decidido que, caso o pagamento não fosse efetivado no prazo estipulado, a multa seria de R$ 100 por dia. No entanto, a empresa vem descumprindo o acordo há mais de 30 dias.

O atraso no pagamento dos salários não é novidade na empresa. Em junho de 2016, os empregados decretaram greve pelo mesmo motivo, e, mais uma vez, o risco de paralisação é eminente. Durante a greve, um dos sócios da empresa contratou funcionários terceirizados para ligar as máquinas, o que causou revolta nos operários. Só esse ano, o SindMetal-GO comandou 3 greves em empresas que não tiveram o compromisso com o pagamento do salário.

Presidente do SindMetal-GO, Eugênio Francisco afirmou que o sindicato irá tomar as providências necessárias até os salários serem regularizados. “Se for da vontade dos empregados, o sindicato organizará novamente outra greve. Os direitos dos trabalhadores devem prevalecer e não atrasar salário é dever de qualquer empregador”, diz o dirigente.