08/04/2016

Nesta sexta-feira, 08 de abril, a direção do SindMetal-GO se reune, pela segunda vez, com os empresários da Metalúrgica Rezende na escola sindical da entidade. O objetivo é a renovação do Acordo Coletivo de 2016. Até então, a empresa tem empacado a negociação. Enquanto isso, os empregados esperam pelo aumento salarial com a data base vencida em primeiro de abril.

A justificativa dos patrões é a mesma desde o início da Campanha: a crise econômica atual. Mas os obreiros alegam que a produção da Rezende está a todo vapor, o que não justifica o reajuste salarial de 13% que a empresa apresentou.

O presidente do SindMetal-GO, Eugênio Francisco, afirma que o sindicato está firme para afrentar a dificuldade imposta pelos patrões nas negociações e que não aceitará um valor para reajuste menor que o do ano de 2015. “Se continuarem emperrando, vamos partir para a mesa redonda, e, se mesmo assim não resolver, a vontade dos empregados será feita, mesmo que a greve”, explica.