Sem qualquer perspectiva de obter algum avanço nas negociações da convenção coletiva de 2015, a direção do SindMetal-GO realiza na tarde desta quinta-feira, 19 de março, a segunda reunião com a comissão do sindicato patronal.

Depois de adiar a reunião do dia 9 de março que havia sido agendada no mês de fevereiro, a credibilidade dos representantes dos trabalhadores despencou com relação à falta de seriedade com que o Simelgo vem tratando as negociações. 


Primeira mesa de negociação do ano de 2015

O presidente da entidade laboral, Nelson de Padua, se mostra inconformado com a situação. “É inadmissível que, num evento tão importante pra mais de 20 mil trabalhadores, tenhamos que aguardar vaga na agenda de um advogado para tratar de um assunto da mais alta relevância para ambas as entidades”, afirma.  


Presidente do SindMetal-GO, Nelson de Padua, e equipe

Desde o dia 20 de janeiro quando foi protocolada a pauta de reivindicações na entidade patronal, apenas uma reunião foi realizada entre as partes. A atual convenção coletiva vence no dia 31 de março e de acordo com a previsão do SindMetal-GO as negociações não serão concluídas até a data base por falta responsabilidade da classe patronal. 

Veja também:

> Empregados da Kawamura reivindicam 25% de aumento salarial

> Duas novas turmas foram abertas para o curso de solda a arco elétrico

> SindMetal-GO aguarda posicionamento final da JK Montagens

 

Fonte: Núcleo de Jornalismo e Assessoria de Imprensa