Pelo acordo, a Hyundai vai contratar 700 trabalhadores para o terceiro turno na fábrica

 

A Hyundai fechou nesta quarta-feira (22) acordo com sindicato de trabalhadores para início de um terceiro turno de produção na fábrica de Piracicaba (SP) entre setembro e outubro, em meio à forte demanda pelo compacto HB20, lançado no final de 2012.

Pelo acordo, a Hyundai vai contratar 700 trabalhadores para o terceiro turno na fábrica, a primeira controlada pela companhia no Brasil. Além da unidade, veículos da marca são produzidos em Anápolis (GO) pelo grupo brasileiro Caoa.

“Assinamos o acordo com eles [Hyundai] amanhã. Os trabalhadores vão ter uma jornada de 33 horas semanais no terceiro turno”, disse o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Piracicaba, José Luiz Ribeiro. Ele acrescentou que o piso salarial mínimo da categoria, de 1.600 reais, foi garantido.

Representantes da Hyundai não puderam ser contatados de imediato para comentar o assunto.

Segundo Ribeiro, mais de 5 mil pessoas se candidataram para as 700 vagas que serão abertas pela montadora a partir da quinta-feira (23). O início da operação do terceiro turno ocorrerá após período de treinamento dos novos funcionários. Atualmente, a fábrica emprega 1.900 trabalhadores.

“O objetivo do terceiro turno é amenizar as horas extras e finais de semana dos outros dois turnos”, disse Ribeiro, que espera que a jornada dos dois primeiros períodos de produção caia de 44 para 40 horas nos meses seguintes.

HB20

A montadora sul-coreana começou a produzir o HB20 em Piracicaba em setembro, depois de investimentos de 600 milhões de dólares na construção da unidade.

O projeto inicial da fábrica envolvia produção em dois turnos, numa capacidade total de 150 mil veículos por ano. Mas um mês depois do início da produção em um turno, a montadora decidiu iniciar um segundo período em meio à forte demanda pelo compacto HB20.

Até a primeira quinzena de abril, o HB20 estava na quarta posição entre os automóveis mais vendidos do país, com emplacamentos de 48.629 unidades, superando licenciamentos de 47.940 unidades do compacto Fox, da Volkswagen, e de 43.957 do recém-lançado Onix, da General Motors.

No ranking de participação no mercado de carros, a marca da Hyundai superou a Renault, ocupando a quinta posição com 6,07%, ante 5,54% da rival francesa, que recentemente concluiu obras de ampliação de fábrica no Paraná.

 

Fonte: Folha Online