Empresários desrespeitaram a classe trabalhadora

A comissão de negociação do SindMetal-GO se reuniu pela primeira vez com o Simelgo nesta terça-feira (6 de março), para dar início às discussões da nova Convenção Coletiva de Trabalho que deverá vigorar a partir do dia 1º de abril, data base da categoria. A reunião ocorreu depois de 36 dias aguardando uma posição do sindicato que representa as empresas do setor.


Presidente do Simelgo lê a pauta de reivindicações dos metalúrgicos

O encontro foi interrompido após a manifestação do presidente da entidade patronal, Orizomar Araújo Siqueira, que, de maneira irônica, negou praticamente todos os itens da pauta de reivindicações dos trabalhadores, além de ameaçar a retirada de direitos adquiridos pela categoria profissional há vários anos, como o prêmio por assiduidade e pontualidade e a Semana de Prevenção de Acidentes que o SindMetal-GO realiza há 27 anos.


Comissão negociadora do SindMetal-GO revoltada com a embromação do Simelgo

A atitude dos empresários foi considerada desrespeitosa pela comissão de negociação dos empregados, além de humilhar os trabalhadores da categoria. Depois de um ligeiro tumulto, os membros da equipe negociadora se retiraram da mesa e a reunião foi encerrada. O presidente do SindMetal-GO, Roberto Ferreira, que liderava a comissão, indignado com a provocação, desabafou: “O jogo é jogado e o lambari é pescado”.

 

Veja também:

>> TV SindMetal: 1ª reunião entre Sindicato dos Metalúrgicos e Simelgo

>> SindMetal-GO realiza 36º Curso de Formação Sindical

>> Deputado João Campos visita o SindMetal-GO

 

Fonte: Assessoria de Comunicação do SindMetal-GO