Brasília – O risco de desabastecimento de energia nas Regiões Sudeste e Centro-Oeste é de 3,7%, de acordo com Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), que reúne as principais autoridades do governo no setor. Por meio de nota divulgada ontem, o comitê afirmou que o risco de faltar luz na mesma região no período de 2015 a 2018 é de 4%.

Já para a região Nordeste não haveria risco de desabastecimento neste ano. No intervalo de 2015 a 2018, a possibilidade seria de 0,4%.

A nota reforça que, em 2001, ano do racionamento de energia no País, a possibilidade de haver um problema de desabastecimento era mais de seis vezes superior ao percebido neste ano.

A pasta destaca que, segundo limite estabelecido pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE ), no qual é aceitável um risco de até 5%, “há uma sobra estrutural de cerca de 5.400 MW médios para atender a carga (demanda) prevista”.

O sistema elétrico concentra no Sudeste/Centro-Oeste 70% de sua capacidade de geração de energia.

“Embora as principais bacias hidrográficas onde se situam os reservatórios tenham enfrentado uma situação climática desfavorável no período úmido recém-encerrado, o Sistema Interligado Nacional dispõe das condições de equilíbrio estrutural necessárias para o abastecimento do País”, diz a nota. O Comitê de Monitoramento informou ainda que continuará acompanhando as condições de abastecimento e atendimento ao mercado de energia elétrica do País.

Fonte: O Popular