Empresários decretaram recesso de uma semana e afirmaram desconto nas férias dos funcionários

 

Os trabalhadores da RG Metalúrgica ainda estão sem receber o salário de dezembro de 2017. A diretoria do SindMetal-GO realizou fiscalização na empresa e constatou a permanência da irregularidade. A entidade está disposta a organizar paralisação legal até que o problema seja resolvido.

Entretanto, outra irregularidade causou revolta no Sindicato. Os empresários decretaram recesso de uma semana e afirmaram que esse período será descontado nas férias de cada trabalhador. O procedimento é ilegal e, de acordo com os metalúrgicos, o assunto sequer foi acordado entre empregados e empregadores.

 

Trabalhadores retornaram ao trabalho após uma semana de recesso

SindMetal-GO  e trabalhadores advertem empresa sobre greve

Os empregados retornaram ao trabalho na manhã da quarta-feira (31). Logo cedo, a equipe do SindMetal-GO realizou assembleia na porta da empresa para pleitear possível greve. O 13º salário foi pago, mas provavelmente haverá atraso no pagamento de janeiro.  Os tributos como FGTS e Previdência também não são pagos devidamente.

 

Durante assembleia realizada na porta da RG Metalúrgica, os trabalhadores informaram que o salário de dezembro ainda não foi pago

Há duas semanas, a direção da RG Metalúrgica firmou acordo com o SindMetal-GO, mas voltou atrás dias depois. Solicitados por meio de ofício e sob o prazo de 48 horas para resolverem o problema, os empresários reafirmaram que o acordo não é o melhor caminho para solucionar os atrasos nos salários. Além disso, não sugeriram outra solução e nem qual será o prazo para pagar o que devem.

Empresa se nega a negociar e não estipulou prazo para a quitação dos débitos

O SindMetal-GO está do lado dos trabalhadores e, diante do sofrimento dos empregados, apoia qualquer intenção de paralisação. O Sindicato disponibilizará todo o amparo necessário para a greve e preservação da integridade dos trabalhadores e do cumprimento da lei.

O SindMetal-GO apoia os trabalhadores e, em caso de greve, disponibilizará apoio jurídico