A procura do consumidor brasileiro por crédito caiu 10,2% na análise da variação acumulada em 12 meses (maio de 2014 a abril de 2015 contra os 12 meses antecedentes), de acordo com a Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). A queda é recorde desde a criação do indicador, há cinco anos. Na análise mensal (abril de 2015 contra março de 2015) houve queda de 1,2%, descontados os efeitos sazonais. Em comparação com abril de 2014, o recuo foi de 13,8%.

A demanda nas instituições financeiras caiu 2,2% (abril de 2015 contra março de 2015) e para o segmento não-financeiro a queda foi de 0,6%, na mesma base de comparação.

Segundo a Boa Vista, o consumidor tem sido mais cauteloso em tempos de incertezas econômicas. Como consequência, a procura por crédito vem desacelerando, consecutivamente, desde meados do segundo semestre de 2014, resultado observado tanto pela queda mensal, quanto na tendência de longo prazo (variação acumulada em 12 meses).

Os fatores macroeconômicos também têm contribuído decisivamente para piora do índice ao longo dos últimos meses. A alta das taxas de juros, a inflação e a piora do mercado de trabalho são algumas das variáveis. Levando em consideração o ambiente macroeconômico para 2015, a Boa Vista SCPC acredita que uma inflexão da tendência da procura por crédito somente se concretizará com a melhoria da confiança na economia, cenário factível caso se consolidem os ajustes de política monetária e fiscal, atualmente em curso.

Fonte: G1