Procon Goiás verificou 37 produtos em 24 lojas de Goiânia e traz um foco diferente, com orientações para que o consumidor faça compras com mais planejamento

A pesquisa do Procon Goiás para o Dia das Mães teve um foco diferente das demais realizadas pelo órgão de defesa do consumidor. Nesta edição além de trazer sugestões de presentes, o Procon dá orientações para que o consumidor faça as compras de maneira planejada de modo a não se endividar e não comprometer o orçamento. Ainda assim, os técnicos do órgão visitaram 24 estabelecimentos comerciais em Goiânia e compararam os preços de 37 produtos, que podem ser presentes para mães de todas as idades e gostos. A maior diferença entre produtos foi de 727%, encontrada entre calças jeans de marcas e modelos diversos, que podem custar desde R$ 36 até R$ 298.

No caso de produtos semelhantes como o vaso de lírios que pode custar R$ 25 até o valor de R$ 60, o que representa uma diferença de 140%. O perfume importado 212 – Carolina Herrera feminino de 50 ml foi encontrado no menor preço R$ 289 e no maior preço R$ 399, o que significa uma variação de 38% e uma diferença de R$ 110. No caso de produtos não semelhantes com sapatilhas, o valor depende da marca e do modelo, o par pode custar de R$ 39 a R$ 99 e significar uma variação de 153,85%.

 Controle

Segundo o gerente de Pesquisa e Cálculo do Procon, Gleidson Tomaz, um dos objetivos do levantamento é estimular o consumidor a pesquisar e a comparar os preços. “Também buscamos mostrar às pessoas que elas precisam ter foco no controle financeiro. Não é bom ficar endividado e nenhuma mãe quer ver o filho nessa situação”, diz. Ele explica que a falta de planejamento pode comprometer a comemoração de outras datas.

A orientação do gerente do Procon é que antes de comprar, o consumidor verifique quais são os encargos cobrados, observar quais são os juros cobrados, evitar longos parcelamentos e buscar alternativas de presentes.

A auxiliar de padaria Eva Carvalho, escolheu a quarta-feira para comprar o presente para a mãe, assim pode escolher o presente com calma. Ela comprou uma sandália e disse que a mãe gosta mais de calçados que de roupas. Neste ano ela disse que não pretende gastar mais que R$ 70, pois assim compra o presente sem pesar no bolso. Eva também é adepta das pesquisas, diz que sempre faz e consegue encontrar diferença significativa no preço.

Preocupada em agradar a mãe e não ficar sem dinheiro, a estudante Juliane Vieira, também aproveitou uma folga e comprou o presente que a mãe dela pediu, um hidratante e um kit de sabonete de uma conhecida marca de cosméticos.

Fonte: O Hoje