O ano começa com muitas despesas e é preciso se programar para arcar com todas elas sem perder o fôlego. Além das despesas mensais, o início do ano reserva algumas contas extras como IPTU, IPVA, matrículas de cursos e a compra de material escolar para quem tem filhos. E mesmo com tantas contas a pagar, este é o melhor período para fazer o planejamento financeiro e começar o ano com o pé direito. Por isso, a Associação de consumidores Proteste preparou diversas dicas para você organizar o orçamento sem complicações e ainda economizar.

À vista

A primeira dica é pagar estas despesas extras à vista, pois a maior parte dessas contas oferece um desconto relevante nesta forma de pagamento. E, para evitar apertos ao longo do ano, sugerimos que o 13° salário seja reservado para o pagamento dessas contas. Porém, se não se abre mão de presentear a todos, o planejamento deve ser ainda mais rigoroso.

Planejamento

Para começar o novo ano despreocupado, agora é a hora de se planejar. Mesmo que não tenha o controle total das as despesas, começar um planejamento financeiro é fácil, pois boa parte delas ocorre de forma regular. O primeiro passo é listar as principais despesas que costuma pagar por mês e colocar tudo na mesma planilha.

Variáveis

Para aquelas despesas que podem variar ao longo do ano como alimentação, lazer, viagens, etc, é preciso estabelecer um valor médio para não perder o controle. A associação recomenta também separar uma reserva para possíveis imprevistos como um conserto do carro ou da casa ou até mesmo uma doença inesperada.

A associação oferece um exemplo de cronograma, em seu site, para agendar as principais despesas que ocorrem de forma regular ao longo do ano e aquelas que têm mês certo para acontecer. E para o planejamento fazer parte da rotina da família é importante que todos estejam envolvidos e com um mesmo objetivo.

Começar já o planejamento financeiro pode garantir um ano novo tranquilo e sem sufoco.