A presidente Dilma Roussef disse ontem que o Brasil precisa encontrar seu modelo de gestão para o crescimento sustentável

Brasília- A presidente Dilma Rousseff disse ontem que é preciso que o País continue crescendo e mantenha a inflação sob controle. “É preciso que o País faça a consolidação fiscal e controle a inflação. A inflação controlada, no médio e longo prazo permitirá que o País cresça”, destacou, durante o discurso de instalação da Câmara de Políticas de Gestão, Desempenho e Competitividade, no Palácio do Planalto. Segundo ela, os aspectos macroeconômicos precisam privilegiar o crescimento e a expansão da taxa de investimento.

Dilma afirmou ainda que o Brasil precisa encontrar seu modelo de gestão para o crescimento sustentável e o desenvolvimento econômico. Segundo ela, a criação da câmara ocorre em um dos momentos fundamentais de definição de seu governo. De acordo com Dilma, País entrou em uma trilha de desenvolvimento com inclusão social e de crescimento econômico com estabilidade monetária e fiscal.

Segundo Dilma, nenhum país será rico de fato sem enfrentar a miséria, mas também não houve avanço econômico nos países que não enfrentaram o desafio de transformar o Estado de forma adequada ao crescimento e ao desenvolvimento.

Para a presidente, a saída para concretizar os ganhos de competitividade sistêmica está na “parceria entre o setor público e o privado”.

Ministra defende qualidade dos gastos

Brasília- Será necessário melhorar a qualidade do gasto público, com a convicção de que a ampliação do investimento é fundamental para garantir o desenvolvimento econômico sustentável. A afirmação foi feita pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, durante cerimônia de instalação da Câmara de Políticas de Gestão, Desempenho e Competitividade, ontem.

“Teremos de enfrentar sistematicamente e com empenho ainda maior os desafios de inovação da gestão tanto na área pública quanto no setor privado”, disse Miriam. “A decisão da presidente (Dilma Rousseff) de criar a Câmara é o sinal mais claro do seu engajamento pessoal e de sua equipe de governo de tornar ainda mais amplas as iniciativas de aprimoramento da gestão pública.”

Entre as medidas que devem ser implantadas estão a adoção de novas tecnologias de gestão, a ampliação de tecnologia de informação e a incorporação de indicadores de resultados. O empresário Jorge Gerdau será o presidente da câmara, que terá a missão de orientar o governo na elaboração de mecanismos de controle da qualidade do gasto público.(AE)

 

Fonte: O Popular