O nível de desemprego no País no mês de novembro foi o menor da série histórica iniciada em 2001, é o que apontou os indicadores do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). Segundo a pesquisa realizada nas seis maiores regiões metropolitanas do País, Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Porto Alegre e Belo Horizonte, o índice de desemprego no décimo primeiro mês do ano foi de 4,6%, enquanto em outubro foi de 5,2%. Apesar do primeiro semestre difícil, com inflação alta e redução no crédito, os empresários conseguiram driblar as dificuldades e chegar na segunda metade do ano inteiros sem demissões. No terceiro trimestre do ano, houve uma freada no ritmo da economia, mas as empresas mantiveram seus quadros e não demitiram.

De acordo com o IBGE, o índice de novembro é semelhante ao de dezembro de 2012, ambos são os menores já calculados desde 2001. Em Goiás, apesar de não estar dentro das regiões pesquisadas pelo IBGE, os níveis de empregabilidade também estão confortáveis. De acordo com o superintendente do Ministério do Trabalho em Goiás, Arquivaldo Bites Leão Leite, diz que o nível de empregabilidade nunca esteve tão alto no Brasil e em Goiás. Ele explica também que além do aumento no número de vagas, os salários também estão acompanhando esse crescimento.

Bites relata que em 2012 o saldo de emprego em Goiás foi fechado em 65 mil postos. Neste ano, a expectativa é de que ultrapasse os 90 mil. Até outubro, foram contabilizadas em Goiás 88.950 postos consolidados. “Em Goiás, o índice de desemprego está entre 5% e 6%. É um nível para se festejar, se compararmos com Europa e Estados Unidos, onde os índices de desemprego estão muito acima de 10% da população economicamente ativa”, diz.

Empregado

No mês passado, o vendedor Weuder Pires foi um dos 207 contratados pela Flávio’s entre novembro e dezembro. Ele conta que há um mês procurava emprego e conseguiu este, no Goiânia Shopping, como temporário. Na empresa anterior trabalhava como assistente em manutenção de móveis escolares, mas já tinha experiência com vendas e isso o ajudou na hora de conseguir a vaga. “Agora torço para que eu seja efetivado”, diz.

 Fonte: O Hoje