A reunião entre representantes da General Motors com os sindicatos dos metalúrgicos de São Caetano e de São José dos Campos não foi produtiva

A reunião entre representantes da General Motors com os sindicatos dos metalúrgicos de São Caetano e de São José dos Campos não foi produtiva. Segundo a entidade sindical do Grande ABC, a montadora não avançou na contraproposta e continua oferecendo 4,3% de reajuste salarial – enquanto que os funcionários reivindicam 11% (somados aumento real e reposição da inflação).

Nova rodada de negociação entre os representantes dos trabalhadores e a companhia automobilística acontecerá no dia 4. Mas antes, na segunda-feira, estão planejadas duas assembleias no portão da fábrica da GM em São Caetano, às 6h e às 16h, nos dois turnos.

De acordo com o sindicato de São Caetano, o encontro com a categoria servirá para esclarecer as dificuldades que estão sendo encontradas na mesa de negociação, mobilizar o ‘chão de fábrica' e, principalmente, protestar.

Na planta de São Caetano estão em campanha 12,5 mil metalúrgicos. A data base é 1º de setembro.

Fonte: Diário do Grande ABC (SP)