Acaba hoje o Mutirão de Negociação Fiscal, feito pela Prefeitura de Goiânia para promover a regularização de débitos fiscais de cidadãos e empresas. As condições de reparcelamento serão mais rigorosas após o fim da campanha, sem redução nas taxas de juros, segundo o secretário municipal de Finanças, Jeovalter Correia Santos.

“O cidadão terá de pagar uma parcela maior para conseguir negociar de novo. No reparcelamento, por exemplo, a primeira parcela paga à vista será 20% do valor total da dívida, sem descontos.” O objetivo é fazer mais pessoas pagarem com pontualidade as parcelas acordadas para solução do débito.

Atraso no pagamento de três parcelas, consecutivas ou não, também resultará no vencimento antecipado de todas as outras, perdas dos descontos concedidos e reaplicação de penalidades cabíveis, como juros, multas, correções monetárias, taxas cartorárias, judiciais, de serviços de proteção ao crédito e honorários advocatícios.

Para quem ainda pretende se regularizar, o Mutirão ocorre no Tattersal III do Parque Agropecuário Pedro Ludovico Teixeira, Setor Nova Vila e nos Vapt Vupts. É possível negociar o pagamento de dívidas com descontos entre 35% e 80% e parcelá-las em até 40 vezes, independentemente do débito, com valores a partir de R$ 100 por mês.

Fonte: O Popular