Para desenvolver soluções móveis que interajam com seus diversos públicos – seguindo a tendência das principais instituições museológicas do mundo em disponibilizar recursos em aplicativos digitais –, o Museu das Minas e do Metal (MMM), no Circuito Cultural Praça da Liberdade, lançou o “Media Guide MMM”. Trata-se do primeiro museu do Brasil a disponibilizar um tour virtual completo por suas salas e acervo, extrapolando seus limites físicos e promovendo entre os usuários maior acesso aos conteúdos do Museu. Desde o dia 1º de dezembro, o Museu está sob a gestão da Gerdau.

O aplicativo é gratuito e permite um passeio pelas instalações do MMM, localizando salas e atrações específicas. Há um mapa 3D, com a representação dos três andares do Prédio Rosa. Dessa forma, o usuário que pretende ir ou nunca esteve no Museu das Minas e do Metal poderá navegar e entrar em contato com a museografia e espaços do edifício. Caso ele esteja visitando o Museu, o aplicativo facilita a consulta de informações sobre o acervo. O Media Guide MMM já está disponível em iOS e Android para tablets e smartphones na App Store e Google Play.

Um dos destaques da ferramenta são os recursos de realidade aumentada disparados por meio de imagens especiaisespalhadas pelo Museu, o que permite que o visitante entenda um pouco mais sobre a arquitetura e restauração do edifício. Quando a câmera do dispositivo móvel é direcionada a um determinado objeto, ele é substituído por gráficos 2D e 3D.

O acervo do MMM foi separado em diferentes categorias, com descrição das obras por meio de textos, imagens e vídeos, além de um glossário com temas específicos de arte e geociências. Em parceria com a Gaz Games, empresa mineira que atua na produção de jogos digitais, softwares e aplicativos, o projeto foi desenvolvido por uma equipe multidisciplinar, composta por programadores, modeladores 3D, artistas, designers, historiadores e educadores.

Pessoas com deficiência e estrangeiros

O visitante também tem acesso à transcrição dos áudios das atrações, o que possibilita a independência e autonomia de pessoas com alguma deficiência auditiva. Para os estrangeiros, o aplicativo tem versões em inglês e espanhol. São também oferecidas informações gerais sobre o MMM, como endereço, horário de funcionamento e como chegar.

Além disso, são sugeridos roteiros virtualmente guiados, cujo tema e caminho encontram-se previamente definidos. Foram selecionados quatro roteiros: Mama África, Viajeiros, Horizonte Secreto e Miragens, sendo que este último foi feito exclusivamente para usuários do aplicativo. Cada um deles se divide em outros três sub-roteiros que, além de elaborados com temáticas específicas, foram divididos por tempo estimado de visitação, para que o visitante possa se programar de acordo com os assuntos de seu interesse ou pelo tempo que dispõe para permanecer no Museu.

O projeto “Media Guide MMM” foi patrocinado pela Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM), por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Rouanet).

Museu das Minas e do Metal

Com 18 salas e 44 atrações, o MMM abriga um importante acervo sobre mineração e metalurgia. Usa recursos tecnológicos para destacar, de forma lúdica e interativa, a importância dos metais e minerais no cotidiano das pessoas. Marca também a relação entre a história e as expressões culturais de Minas Gerais com a riqueza de seus recursos naturais.

Desde o dia 1º de dezembro de 2013, o Museu está sob a gestão da Gerdau, líder no segmento de aços longos das Américas e uma das principais fornecedoras de aços especiais no mundo. O MMM integra o Circuito Cultural Praça da Liberdade e ocupa o antigo edifício da Secretaria de Estado da Educação (SEE), inaugurado em 1897 e tombado pelo Iepha/MG. O projeto de ampliação e adequação do prédio é do arquiteto Paulo Mendes da Rocha. A museografia é assinada por Marcelo Dantas.

Fonte: Em.com