A assembleia está marcada para as 18h na regional de Diadema

Depois de interromper a produção em fábricas do ABC por um dia nesta semana, os metalúrgicos convocaram para esta sexta-feira nova assembleia para decidir o próximo passo das negociações salariais.

De acordo a entidade, até a noite de quinta-feira os grupos patronais ofereciam apenas a reposição da inflação, sem aumento real. A proposta foi rejeitada pela categoria.

A assembleia está marcada para as 18h na regional de Diadema. O encontro pode decidir por uma greve por tempo indeterminado.

“Conforme a proposta que os patrões apresentarem, os trabalhadores vão decidir se haverá acordo ou luta”, afirma em nota o vice-presidente do sindicato, Rafael Marques.

Os cerca de 70 mil metalúrgicos em campanha pedem reajuste de 8% (reposição da inflação e aumento real de 2,51%).

O percentual é o mesmo concedido pelas montadoras, que fecharam em 2011 acordo salarial até 2013.

No ano passado, montadoras e demais segmentos concederam 10% de reajuste (7,36% da inflação e 2,44% de aumento), além de abono.

Na segunda-feira, uma greve de alerta de 24 horas parou cerca de 50 fábricas da região. Cerca de 80% dos trabalhadores em campanha pararam, segundo o sindicato.

 

Fonte: Folha de São Paulo