Trabalhadores rejeitam índice de 9% de aumento salarial

Em assembleia geral realizada nesta segunda-feira (27) os metalúrgicos de Goiânia e região metropolitana decidiram entrar em greve por tempo indeterminado. Por unanimidade os trabalhadores rejeitaram a contraproposta do sindicato patronal ( Simelgo), de 9% para o aumento salarial da categoria.

Na pauta de reivindicações protocolizada no dia 26 de janeiro, os metalúrgicos pediam um aumento salarial de 20%. No entanto, os empresários retardaram as negociações deixando vencer a data base, o que causou revolta aos trabalhadores que já se encontram com 14 meses sem reajuste. Após decidir pela paralisação, os metalúrgicos baixaram a proposta para 15%.


Trabalhadores gritam: É GREVE!

Nesta sexta-feira (31), nova assembleia foi marcada para às 19h na sede do SindMetal-GO para definir a estratégia do movimento paredista que deve começar na madrugada da próxima segunda-feira (03). Como a greve abrange toda a categoria, o sindicato trabalhará na paralisação das empresas localizadas nos municípios de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Trindade e Goianira, inicialmente.

A direção do SindMetal-GO e o comando de greve já tomaram todas as providências para o cumprimento da Lei de Greve. “O movimento será pacífico e os trabalhadores terão todas as orientações necessárias para manifestar, democraticamente, seu descontentamento com a situação de respeito e humilhação dos patrões”, afirma Roberto Ferreira, presidente do SindMetal-GO.

Em relação às negociações dos acordos coletivos negociados diretamente com as empresas, o presidente do sindicato garante que nada tem a ver com o sindicato patronal e que prosseguirão normalmente. “Das empresas que negociam acordos três já decretaram greve. Mas, as paralisações ocorrerão independentemente da greve geral da categoria”, conclui.

 

Leia mais

>>Empresários da Mangels intimidam trabalhadores

>>Empregados da Brasmom já decidiram: é greve!

>>Trabalhadores da JK, Cemix e Mangels votam a favor da greve

 

Fonte: Assessoria de Comunicação e Marketing do SindMetal-GO