O único segmento, por ora, que tem conversas evoluindo é o de fundição

Os trabalhadores da base do Sindicato dos Metalúrgicos de Santo André e Mauá iniciaram as negociações da campanha salarial deste ano. Ontem, representantes dos trabalhadores e empresários se reuniram três vezes. A data base da categoria é em 1º de novembro.

Segundo o diretor da entidade, Adilson Torres Santos, o Sapão, os encontros não têm sido proveitosos. “Há poucos avanços.”

O único segmento, por ora, que tem conversas evoluindo é o de fundição. “Estamos chegando aos 8% de aumento com o setor. É o mesmo índice que eles propuseram à base dos metalúrgicos de São Bernardo (que também contempla Diadema, Rio Grande da Serra e Ribeirão Pires)”.

ITENS EM NEGOCIAÇÃO – A categoria de metalúrgicos, formada por 25 mil trabalhadores atuantes em Santo André e Mauá, tem como objetivo negociar cinco propostas: reajuste salarial (aumento real e reposição da inflação); redução da jornada de 44 para 40 horas semanais sem impacto nos salários; avanços nos planos de cargos e salários; fortalecimento das campanhas de PLR (Participação nos Lucros e Resultados) e de formação profissional e política dos trabalhadores.

Ao longo das próximas semanas (faltam 15 dias para a data base), a entidade continuará com a agenda de encontros com empresários. Em 2011, a categoria das duas cidades conquistou reajuste de 10%.

 

Fonte: Diário do Grande ABC