A negociação é uma das maiores já fechadas no Estado e deve se tornar referência para outras categorias de trabalhadores

 

Após três dias de paralisação reivindicando melhoras salariais, empregados de uma fábrica da Volvo em Curitiba, no Paraná, fecharam com a empresa um acordo que envolve PLR (Participação nos Lucros e Resultados) de R$ 30 mil caso 100% das metas da montadora sejam alcançadas neste ano.

A negociação é uma das maiores já fechadas no Estado e deve se tornar referência para outras categorias de trabalhadores, segundo o Dieese-PR (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos do Paraná).

Os empregados devem receber, no mínimo, 70% e, no máximo, 130% do valor, a depender dos resultados da Volvo. A cifra do PLR avançou 20% em relação à obtida no acordo salarial dos funcionários no ano passado.

Negociado pelo Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba com a montadora, o pacote engloba ainda o adiantamento da primeira parcela do PLR, de R$ 19 mil, para este mês, vale-mercado de R$ 350, além de aumento salarial real (acima da inflação) de 3,5% para setembro.

A montadora também assumiu o custo por metade das horas não-trabalhadas durante a paralisação.

Cerca de 3.000 funcionários trabalham na linha de montagem da fábrica Volvo, além de 1.200 do setor administrativo.

 

Fonte:   Folha Online