Valor é relativo aos acordos de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) feitos até agora

Os acordos de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e Data base fechados até agora pelos metalúrgicos da Grande Curitiba este ano injetarão R$ 573,9 milhões na economia do Paraná até 2014. O montante refere-se aos acordos de PLR mais o abono salarial e vale mercado, itens da Data Base dos trabalhadores de 36 empresas da categoria. O dado é do Departamento intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos – Dieese e do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba (SMC). As negociações fechadas estão beneficiando cerca de 28.600 trabalhadores.

“Cada vez mais esses benefícios extras tem tido um peso importante nos rendimentos anuais dos metalúrgicos. Isso é bom, já que mais dinheiro no bolso do trabalhador é sinal de maior movimentação da economia. Porém, a nossa luta continua por uma política de valorização real dos salários. É isso que vai dar estabilidade para que o trabalhador possa desenvolver seu trabalho com mais qualidade”, diz o presidente do SMC, Sérgio Butka.

Somente os acordos de PLR injetarão R$ 425,7 milhões na economia até 2014, o que representa em média o valor de R$ 14.843,43. As primeiras parcelas da maioria das empresas onde os acordos foram fechados já foram pagas aos trabalhadores entre os meses de maio e julho. As segundas parcelas serão pagas, segundo as metas, entre os meses de dezembro deste ano e fevereiro de 2014. 

O destaque das negociações de PLR deste ano novamente ficou com os trabalhadores da montadora Volvo, que conquistaram pelo segundo ano consecutivo o maior acordo de PLR do Brasil no setor privado: R$ 30 mil. A primeira parcela de R$ 19 mil para cada trabalhador já foi paga no final de maio. 

Outro destaque desse ano foi o acordo fechado na Aker Solutions. Os metalúrgicos conquistaram uma PLR de R$ 16.500, com a primeira parcela de R$ 10 mil já paga agora em julho.

Já o abono salarial e o vale mercado, dois itens da Data Base dos metalúrgicos, injetarão respectivamente na economia R$ 85,5 milhões (média de R$ 2.980,77) e R$ 62,7 milhões (média de R$ 3.441,50)

O abono salarial será pago na maioria das empresas, entre os meses de setembro e dezembro. Já o vale mercado irá beneficiar 18.210 trabalhadores que recebem mensalmente este beneficio ao longo do ano. 

3,5% de aumento real

Não estão inclusos ainda nesses valores um dado importante da negociação da Data base dos metalúrgicos, mas que também fazem diferença no salário do trabalhador. A conquista de 3,5% de aumento real mais o INPC (inflação dos últimos 12 meses). Excetuando a Volkswagen, que fechou o acordo deste ano em setembro de 2012 com aumento real de 2,8% mais o INPC, todas as outras empresas fecharam as negociações com aumento real de 3,5% mais a inflação do período.

 

Fonte: Bem Paraná