Previsão da Selic foi reduzida de 8,5% para 8% hoje

O mercado reduziu a estimativa para a taxa básica de juros, a Selic, para 8% e elevou para a inflação neste ano, segundo divulgação do boletim Focus divulgado hoje.

A previsão da Selic para 2012 foi reduzida de 8,5%, na semana passada, para 8% hoje. A mínima histórica foi de 8,75% em 2009.

Para 2013, a estimativa da taxa também foi reduzida de 10% para 9,75% –depois de se manter em 10% por oitos semanas consecutivas.

A redução das previsões do mercado têm se intensificado após o o anúncio do governo de alteração nas regras de rendimento da caderneta de poupança para propiciar a queda dos juros.

Em contrapartida, com as previsões de queda dos juros, as estimativas para inflação oficial (medida pelo IPCA) subiram de 5,12% para 5,22% em 2012, e foram levemente reduzidas para 2013; de 5,56% para 5,53%. O centro da meta do governo para este ano é de 4,5% e o teto, 6,5%.

A projeção para o PIB (a soma de todas as riquezas produzidas por um país) de 2012 foi levemente reduzida de 3,23% na semana passada, para 3,20% hoje. Para 2013, foi mantida em 4,30%.

As projeções para o valor do dólar em 2012 e 2013 também foram alteradas, ambas de R$ 1,81, na semana passada, para R$ 1,85 hoje.

O boletim Focus é elaborado pelo BC a partir de consultas feitas a instituições financeiras e expressa, semanalmente, como o mercado percebe o comportamento da economia.

Poupança

De acordo com o anunciado, a poupança passa a render menos quando a taxa Selic for igual ou inferior a 8,5 % ao ano. Hoje ela está em 9%. Sempre que isso ocorrer, as novas cadernetas de poupança e novos depósitos terão seus rendimentos calculados com base em 70% da Selic, acrescidos da TR (Taxa Referencial, que não muda).

Enquanto a taxa do BC estiver acima desse patamar nada muda, inclusive para as novas poupanças –que continuam a ter uma correção de 6,17% ao ano mais TR, como prevê o modelo atual.

Fonte: O Hoje (GO)