O mercado reduziu para 0,52% sua projeção de crescimento da economia brasileira neste ano, segundo o boletim Focus do Banco Central (BC), divulgado ontem. Foi o 14º corte seguido. Na semana passada, a sondagem feita pelo BC com economistas de várias instituições financeiras apontava alta de 0,70% em 2014.

A queda nas estimativas se dá após a divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre. A economia brasileira recuou 0,6% no período ante os três primeiros meses de 2014 e 0,9% em relação ao segundo trimestre de 2013. Como o resultado do primeiro trimestre foi revisado para queda de 0,2% (a projeção anterior era de alta de 0,2%), segundo parte dos economistas, o País entrou em recessão técnica.

Os dados apresentados pelo IBGE foram ainda piores do que as previsões do mercado. A média das projeções de bancos e consultorias era de queda de 0,4% sobre o primeiro trimestre e de 0,5% na comparação com o mesmo período de 2013, segundo pesquisa da Bloomberg.

Para o ano que vem, a expectativa dos economistas ouvidos pelo BC é de expansão de 1,10% do PIB, ante 1,20% na pesquisa anterior.

Em relação à inflação, a projeção para a alta do IPCA (índice que serve de referência às metas do governo) neste ano permaneceu em 6,27%, e para 2015 foi ajustada para 6,29%, ante 6,28%.

Já a projeção para a taxa básica de juros, a Selic, é de manutenção nos atuais 11% até o fim do ano. Em 2015, o mercado volta a projetar juros a 11,75% ao ano, contra 12% na pesquisa anterior.

Fonte: O Popular