Apesar da constante atuação do sindicato com relação às denúncias enviadas pelos trabalhadores, muitas empresas insistem em descumprir a Convenção Coletiva de Trabalho vigente da categoria. Desta vez, os empregados da Real Locação e Comércio de Equipamentos Ltda. reclamam o não fornecimento do café da manhã e lanche da tarde.

Além desta irregularidade, os operários reclamam que a empresa não paga horas extras, tendo em vista que exercem uma jornada excessiva da permitida em lei. Depois de ser notificada pelo sindicato e não resolver a situação, o caso foi encaminhado ao departamento jurídico da entidade para ingressar com reclamatória judicial.

Havendo condenação, a empresa terá que indenizar todos os empregados prejudicados com base no período retroativo ao período imprescrito (cinco anos) “Este é o tempo máximo permitido por lei para cobrar verbas trabalhistas”, diz a advogada do sindicato, Milla Fontenele.