Os proprietários de veículos precisarão ficar mais atentos ao calendário de vencimento na hora de pagar o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) no próximo ano. A terceira parcela ou quota única do imposto passa a ter duas datas para pagamento, que variam de acordo com os dois últimos números da placa. O IPVA ficará, em média, 6% mais barato em Goiás por conta da desvalorização dos veículos apontada pela tabela da Fundação Instituto de Pesquisa Econômica (Fipe).

As placas com finais 01, 11, 21, 31 e 41 pagarão a terceira cota ou cota única no dia 1º de abril. Já os veículos com placas com os finais 51, 61, 71, 81 e 91 devem pagar a última parcela no dia 8 de abril. E assim, sucessivamente com as demais placas. Todas as datas de vencimento podem ser conferidas no site da Secretaria da Fazenda de Goiás (Sefaz): www.sefaz.go.gov.br.

A coordenadora de IPVA da Sefaz, Fernanda César Santiago, explica que a decisão de desmembrar a terceira cota ou cota única em duas datas para pagamento foi tomada para desafogar o sistema de informática e evitar tumulto para o contribuinte no dia do vencimento. Não houve mudança para o pagamento da primeira e segunda cotas e a referência continua sendo o último número da placa. Em 2014, o pagamento do IPVA começa no dia 4 de fevereiro e irá até 11 de dezembro, dependendo da placa do veículo.

As alíquotas usadas para o cálculo do IPVA continuam as mesmas, variando de 1,25% a 3,75%. Fernanda Santiago lembra que a lista de valores venais dos veículos estará disponível no site da Sefaz a partir da próxima semana. Já os valores do IPVA e do licenciamento poderão ser consultados no site do Detran (www.detran.go.gov.br), a partir do dia 2 de janeiro.

DESCONTO

A coordenadora de IPVA alerta que o contribuinte deve ficar atento para não perder a data de pagamento. Ela lembra que o proprietário de veículo que tiver direito ao desconto de 50% no imposto por não ter tido infrações ao longo deste ano perderá o benefício se pagar o IPVA com atraso. O IPVA de um automóvel Gol 1.0 2012 cai de R$ 593 para R$ 296,00 com o desconto. “Dividindo a quantidade de contribuintes facilita o pagamento, pois sempre há tumulto nas unidades do Vapt Vupt e posto do Detran e congestionamento do site nos dias de vencimento”, destaca.

A frota de Goiás é de 3,3 milhões de veículos, sendo 1,1 milhão em Goiânia, dos quais cerca de 40% pagam IPVA. Metade do valor arrecadado vai para o Estado e a outra metade fica no município onde o carro foi emplacado. Até o último mês, a arrecadação com IPVA na Secretaria da Fazenda tinha alcançado R$ 717,6 milhões, um crescimento de 14% em relação ao mesmo período do ano passado, graças ao aumento da frota de veículos. A inadimplência média anual é de cerca de 10%.

O pagamento do imposto continuará sendo feito somente nas agências da Caixa Econômica Federal. Um levantamento feito pelo POPULAR mostra que a redução média de 6% no valor do imposto em Goiás foi maior que em Estados como Santa Catarina (3,8%), Paraíba (4,6%), Paraná (4%) e São Paulo (5,16%), além do Distrito Federal (4,5%). Porém, a queda foi menor que no Ceará, onde o IPVA ficará 10,9% mais barato em 2014.

DESVALORIZAÇÃO

A redução dos valores do IPVA ocorreu, assim como em anos anteriores, por causa da depreciação do valor dos veículos usados no mercado. Mas o motorista goiano acha que a queda deveria ter sido bem maior que a anunciada pela Sefaz. Para o empresário Paulo Henrique Vianna, a queda real no valor venal dos veículos foi muito maior que a apontada pela tabela Fipe.

Para ele, que é proprietário de um veículo Gol 2012 e pagou R$ 1.348,00 no ano passado, a desvalorização real vai de 12% a 14% no mercado, e não apenas 4,55% como é apontado pela tabela Fipe para seu veículo. “O valor do IPVA e do licenciamento são muito elevados hoje. Não poderiam custar mais que R$ 700 ou R$ 800 no total”, acredita. Para ele, só no primeiro ano de uso o proprietário já perde 15% do valor pago num veículo zero quilômetro.

Fonte: O Popular