A volta do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e a inclusão de air bag e freios ABS, obrigatórios para carros fabricados desde janeiro, deixaram os automóveis 5% mais caros em março. A avaliação é da Fenabrave (associação das concessionárias), que divulgou ontem vendas de 228,7 mil veículos leves carros de passeio e caminhonetes no mês. O resultado é 7% abaixo do registrado em fevereiro e 15% inferior ao de março de 2013.

Além do imposto maior e dos itens de segurança de série, também pesaram no resultado o carnaval, que neste ano caiu no mês passado e reduziu os dias úteis, os juros mais altos, o crédito mais restrito e o preço elevado dos carros. No acumulado do ano, as vendas chegaram a 774,4 mil unidades, uma queda de 1,7% sobre o mesmo período do ano passado.

Segundo Flávio Meneghetti, presidente da Fenabrave, a entidade trabalha com dois cenários para o ano. No otimista, haveria estabilidade nas vendas de veículos leves, ou seja crescimento zero sobre 2013. No pessimista, a previsão é queda de até 3,5%. De acordo com ele, o quadro atual está mais para o segundo, ou seja, retração.

O ranking de vendas de veículos em março mostrou pela primeira vez um veículo comercial na primeira posição. Com pouco mais de 13 mil unidades, a Strada, da Fiat, superou o Gol, da Volkswagen.

As vendas de caminhões também decepcionaram. Foram comercializados 30.643 unidades, um significativo recuo de 11,23% sobre o mesmo trimestre de 2013.

Fonte: O Popular