Nos últimos quatro anos, as cidades paulistas com o maior PIB (Produto Interno Bruto) tiveram aumento de 25,3% na geração de emprego, contra 19,4% na região metropolitana.

O movimento no interior está ligado não só à melhoria da infraestrutura mas também ao aumento dos gastos para manutenção das empresas na capital paulista.

“Esses municípios oferecem custos menores com imóveis e logística mais simples”, afirma Luciano Almeida, presidente da Investe SP.

O cenário atrai empresas para o interior. A demanda por mão de obra é, em boa parte, suprida localmente.

Mas existe espaço para quem queira migrar da capital para o interior, como fez Daniel Galani, 29, supervisor de auditoria da KPMG.

Natural de Campinas (a 93 km de São Paulo), viveu na capital, mas quis retornar para ter mais qualidade de vida. “Já recebi proposta para voltar a São Paulo por um salário maior, mas não aceitei.”

Folha: Folha.com