Nos 12 meses encerrados em março, a inflação alcançou 6,59%

 O secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Márcio Holland, disse hoje que a inflação deve ter voltado a ficar dentro do limite de tolerância da meta (até 6,5%) em abril.

“Essa é a expectativa”, disse, em resposta a jornalistas. “Dado que no ano passado, em abril, ela [a inflação] foi 0,64%, então é esperado algum número que permitiria ir para baixo do teto da meta, que é 6,5%”.

Nos 12 meses encerrados em março, a inflação alcançou 6,59%.

O resultado e a dispersão dos reajustes de preços fizeram com que o Banco Central aumentasse a taxa de juros de 7,25% para 7,5% ao ano no mês passado.

Desde a decepção com o resultado da indústria em abril, na semana passada, analistas começaram a rever projeções de crescimento da economia neste ano. Holland afirmou que “ainda é cedo” para reavaliar o crescimento da economia neste ano. A estimativa da Fazenda, segundo ele, é de um crescimento de 3,5% em 2013.

“O PIB do primeiro trimestre ainda não saiu, os dados que temos são até março e alguns de sondagem de maio, e todos mostram indicadores muito bons. A produção de caminhões e a produção de veículos vão muito bem”, enumerou.

Para Holland, os dados da produção industrial são positivos e as desonerações já começam a surtir efeito.

“As desonerações já estão fazendo efeito, só ver a produção industrial. O número é bom [o crescimento de 0,7%, em março] e veio com produção alta de bens de capital”, disse.

O secretário afirmou ainda que o deficit nas contas externas é resultado de efeitos “transitórios”, que vão se disseminar. “É normal do sistema econômico”, disse.

Fonte: Folha.com