A inflação medida pelo Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) variou 0,81% em dezembro, depois de avançar 1,64% no mês anterior. Em dezembro de 2014, a variação foi de 0,98%.No ano, de janeiro a dezembro, o IGP-10 registrou alta de 10,54%. No ano anterior, o índice teve alta de 3,88%.

O IGP-10, que registra a inflação de preços de matérias-primas agrícolas e industriais a bens e serviços finais, é formado por 60% do Índice de Preços por Atacado, 30% do Índice de Preços ao Consumidor e 10% do Índice Nacional de Custos da Construção.

 

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede os preços no atacado, variou 0,8% em dezembro, contra 2,15% no mês anterior.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que calcula os preços do varejo, registrou variação de 1,07% em dezembro, ante 0,76%, em novembro. Quatro das oito classes de despesa componentes do índice registraram aumento em suas taxas de variação, com destaque para o grupo alimentação (de 0,77% para 1,92%).

Outros grupos que apresentaram acréscimo nas taxas foram educação, leitura e recreação (0,25% para 0,98%), habitação (0,61% para 0,68%) e despesas diversas (0,10% para 0,19%).

Em contrapartida, apresentaram decréscimo transportes (1,6% para 1,34%), saúde e cuidados pessoais (0,65% para 0,6%), vestuário (0,7% para 0,53%) e comunicação (0,25% para 0,18%).

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) variou, em dezembro, 0,3%, ante 0,37%, no mês anterior. O índice relativo a materiais, equipamentos e serviços registrou variação de 0,65%.

O IGP possui três versões com coleta de preços encadeada da inflação ao produtor, consumidor e construção civil. Os períodos de coleta para as versões do IGP são: IGP-10 (11 a 10), IGP-M (21 a 20) e IGP-DI (1 a 30).

Fonte: G1