O Índice de Preços dos Supermercados (IPS) apresentou elevação de 1,34% em dezembro ante novembro e 5,02% em 2011, segundo Apas

O Índice de Preços dos Supermercados (IPS) apresentou elevação de 1,34% em dezembro ante novembro e 5,02% em 2011, segundo levantamento da Associação Paulista de Supermercados (Apas/Fipe). Em novembro, a variação foi de 0,36%. Segundo a Apas, o aumento já era esperado, por conta da alta de demanda nos supermercados provocada pelas festas de fim de ano. Em dezembro de 2010 o IPS havia apresentado alta de 0,77%. No mês passado a categoria carnes, leite e cereais apresentou a maior elevação, de 2,43%.

A evolução dos preços ao longo de 2011 nos supermercados apresentou desaceleração quando comparado a 2010. Para 2012 a tendência é manter o mesmo ritmo principalmente no que diz respeito às bebidas. Já os itens de alimentos também devem apresentar desaceleração, porém em menor magnitude.

“Mesmo diante da elevação de 5% nos últimos 12 meses, o indicador aponta evolução favorável em relação a 2010; quando comparado com os demais indicadores de preços da economia, se mantém como destaque positivo”, diz, em nota, o diretor do departamento de Economia da Apas, Martinho Paiva Moreira.

Em 2011, as categorias que mais influenciaram a elevação dos preços nos supermercados foram as bebidas alcoólicas (11,81%), as bebidas não-alcoólicas (9,45%) e os produtos industrializados (6,39%).

Os preços dos semielaborados (carnes, cereais e leite) apontaram elevação de 2,43% em dezembro em decorrência, principalmente, do aumento de preços de carnes bovinas (3,92%), cereais (3,91%) e carne suína (3,54%). No acumulado de 2011 a elevação nos preços é de 0,39%.

Os cereais apontaram elevação de 3,91% em dezembro em relação a novembro. A alta está diretamente relacionada ao período de estiagem na região sul do País, que prejudica o cultivo de milho e arroz, principalmente, ocasionando pressão sobre os preços. Em dezembro, o aumento do preço do milho foi de 5,88% em relação a novembro. Em 2011 a variação nos preços dos cereais foi de -2,97%.

Os preços dos alimentos industrializados apresentaram elevação de 1,02% em dezembro. Os maiores impactos da categoria foram em derivados de leite (1,07%) e panificados (1,16%) e derivados de carnes (1,11%). Ao longo de 2011 houve aumento de 6,39% nos preços dos produtos industrializados.

Os preços dos produtos hortifrutigranjeiros (produtos in natura) apresentaram aumento de 1,06% em dezembro, com destaque para elevação nos preços de verduras (2,42%), tubérculos (1,58%) e frutas (1,07%). Em 2011 a alta foi de 2,93%.

Os preços dos produtos de limpeza subiram 1,15%, impactados pela elevação no preço do sabão em barra (2,15%), do sabão em pó (0,91%) e detergente (1,33%). No ano o aumento foi de 8,47%. Os artigos de higiene e beleza apontaram alta de 0,99% impactados pela elevação do preço do sabonete (5,01%) e da escova dental (4,88%). Ao longo de 2011 o aumento foi de 5,11%.

Fonte: G1.com