A inflação medida pelo Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), que desacelerou a 0,48% em janeiro (de 0,60% em dezembro), está voltando para mais próximo da realidade, avaliou o superintendente adjunto de Inflação do Instituto de Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getúlio Vargas, Salomão Quadros. “Em novembro (0,29%), o número foi muito baixo. Não é referência para as circunstâncias que estamos vivendo, não reflete as condições permanentes de inflação do momento. Agora, 0,48% reflete algo mais próximo do que é a realidade”, avaliou.

A principal contribuição para a desaceleração veio da inflação no atacado, puxada pelas matérias-primas brutas, que cederam 0,13% (de alta de 1,25%), com destaque para os preços agrícolas. Segundo Quadros, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) diminuiu praticamente à metade entre dezembro e janeiro (de 0,63% para 0,31%), influenciado pelo menor impacto dos reajuste dos combustíveis .

Fonte: O Popular