O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), conhecido como inflação do aluguel, porque é usado para reajustar a maioria dos contratos de locação, subiu 0,22% na primeira prévia de fevereiro, ante alta de 0,37% no mesmo período de janeiro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta terça-feira (11).

Em 12 meses, o índice acumula alta de 5,58%.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), conhecido como inflação do atacado e usado no cálculo do IGP-M, registrou variação de 0,04%, contra 0,38% no mesmo período de janeiro.

Também utilizado para calcular o IGP-M, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), chamado de inflação no varejo, registrou variação de 0,58%, depois de subir 0,49% no mesmo período de janeiro.

Dos oito grupos de despesa que compõem esse indicador, quatro apresentaram acréscimo em suas taxas de variação, com destaque para o de educação, leitura e recreação, cuja taxa passou de 0,23% para 2,10%.

Com peso menor, mas também usado no cálculo do IGP-M, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou variação de 0,54%, acima do resultado do mês anterior, de 0,06%.

Fonte: G1