O aumento na tarifa de ônibus impactou o bolso dos trabalhadores

No mês maio de 2011, a inflação goianiense apresentou alta em alguns produtos. Os segmentos de vestuário, habitação e transporte lideraram a lista dos índices que mais foram elevados. Os dados foram apresentados pela Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan) em reunião realizada no dia 08 de junho de 2011.

De acordo com a superintendente de Estatísticas, Pesquisa e Informações Socioeconômicas da Segplan, Lillian Maria Silva Prado, um levantamento apontou que, no mês passado a taxa inflacionária da capital atingiu 0,89% — índice mais elevado do que o apurado no mesmo período do ano passado.

A Segplan levantou também que no mês de maio, o grupo da alimentação sofreu um aumento de 0,18% e não contribuiu para a elevação do índice inflacionário, graças a safra de alguns produtos que equilibraram a alta de outros.

Outro ponto apresentado  pela Segplan foi a elevação do custo da cesta básica que chegou a 0,19% . Para o próximo mês, Lillian prevê um aquecimento nos preços de alguns itens básicos que compõem a cesta e que podem pressionar na inflação. “Como está fazendo esse friozinho em Goiânia, os preços de alguns itens sensíveis, como as hortaliças vão ficar mais caros”, conclui.

Fonte: Assessoria de comunicação do SindMetal-GO