O Brasil gerou 29,6 mil empregos com carteira assinada em janeiro, alta de 2,4% frente ao volume de postos criados no mesmo mês do ano passado, segundo o Caged .O saldo do mês passado, contudo, ainda está muito distante do registrado em janeiro de 2012, quando 118,9 mil vagas surgiram. Em 2011, foram 152 mil. Foi o sexto mês consecutivo de crescimento na geração de vagas. (RC e FP)

21 de fevereiro de 2014 (sexta-feira)

A indústria foi responsável por 74% das vagas geradas em janeiro deste ano (se somadas os 1.689 postos da indústria da transformação com os 1.485 postos da construção civil). Apesar do resultado expressivo para o mês, o índice ficou abaixo das vagas geradas em 2013.

O coordenador técnico da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Wellington Vieira, afirma que os dados do Caged estão relacionados com uma possível desaceleração. “Vejo os resultados com cautela. Normalmente, janeiro não é um mês forte. ”

Segundo o Superintendente Regional do Trabalho e Emprego em Goiás, Arquivaldo Bites, os números do Caged revelam que o mercado de trabalho continua aquecido e que o crescimento econômico progressivamente se converte em bem-estar social e melhora da qualidade de vida em Goiás.

Fonte: O Popular