A inadimplência das empresas cresceu 11,3% em janeiro, na comparação com o mês anterior, segundo pesquisa da Serasa Experian. Frente ao mesmo período de 2013, o indicador cresceu quase no mesmo ritmo: 11,1%.

Os principais responsáveis pela alta da inadimplência foram os títulos protestados, com variação de 49,3%. As dívidas não bancárias (junto aos cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica, água etc.) que deixaram de ser pagas cresceram 1,7% e os cheques sem fundos também, 7,0%. Já as dívidas com os bancos apresentaram queda de 4,7% e contribuíram para que o índice não subisse ainda mais em janeiro de 2014.
saiba mais

 Inadimplência das empresas cresce 2,5% em 2013, diz Serasa

O valor médio dos cheques sem fundos recuou 28,4% em janeiro de 2014, na comparação com o mesmo mês do ano anterior. As dívidas com os bancos também registraram queda, de 3,1%%. Já os títulos protestados e as dívidas não bancárias registraram alta de 4,3% e 13,8%, respectivamente.

Na avaliação dos economistas da Serasa Experian, o aumento da inadimplência das empresas foi reflexo da alta da inadimplência dos consumidores, bem como do impacto da elevação do custo financeiro das empresas, tendo em vista a acumulação das sucessivas elevações das taxas de juros a partir do segundo trimestre do ano passado.

Fonte: G1