UTI Móveis e Tecnox firmam acordos coletivos de trabalho com SindMetal-GO

Os resultados da greve geral dos metalúrgicos já começam a aparecer apenas no segundo dia do movimento. Na empresa UTI Indústria de Móveis Hospitalares, localizada em Aparecida de Goiânia após dois dias de paralisação os empregados conquistaram um aumento salarial de 13%.


Empregados da UTI Móveis Hospitalares celebram a conquista

Este é o primeiro acordo coletivo de trabalho que a direção da indústria fecha com o SindMetal-GO. Com a greve e a demora do SIMELGO na negociação da Convenção Coletiva de Trabalho 2013/2014, os empresários tem optado por firmar acordos que beneficiam mais seus colaboradores.

Outra empresa que já fechou o acordo é a Tecnox, que está localizada no polo agroindustrial de Goianira. O movimento na indústria de transformação começou tenso na segunda-feira (3 de junho) e prosseguiu assim nesta terça (4 de junho).

Mas, a vitória chegou para os metalúrgicos que conquistaram o aumento de 12% que reivindicavam. A paralisação tem o apoio de vários dirigentes sindicais de outras entidades de Goiás e demais estados brasileiros, que estão cooperando com as equipes do SindMetal-GO na organização dos trabalhadores.


Em assembleia na porta da Tecnox, metalúrgicos votam contraproposta de 12%

O presidente do SindMetal-GO, Roberto Ferreira, acredita que a greve geral está alcançando seu objetivo. “De forma organizada e consciente, a categoria está mostrando ao sindicato patronal que não abre mão de um aumento justo”, explica Ferreira.

A Tecnox é uma das empresas que negocia acordo coletivo de trabalho desde 2009, quando a categoria entrou em greve geral pela segunda vez.

Leia mais:
>> Empregados da JK Montagens firmam acordo com 12% de aumento
>> SindMetal-GO firma acordo coletivo com a Metalúrgica Rezende
>> Metalúrgicos decretam greve em assembleia no SindMetal-GO

Fonte: Assessoria de Comunicação SindMetal-GO