O governo federal já propôs aumento do salário mínimo para janeiro de 2017. A informação está na proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Segundo a divulgação feita pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, o valor, que atualmente é de R$ 880, passaria para R$ 946. O documento vai ser enviado ao Congresso Nacional nesta sexta-feira, 15 de abril.

O salário mínimo serve de referência para mais de 48 milhões de pessoas. O governo estima também, para 2018 e 2019, o salário mínimo de R$ 1.002 e de R$ 1.067, respectivamente, levando em consideração o sistema de correção que está em vigor: a soma da variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano ano anterior, calculado pelo IBGE, e o resultado do PIB de dois anos antes.

Entretanto, esse valor da proposta para 2017 pode sofrer alterações futuramente. Tudo depende do andamento da correção (crescimento do PIB do ano de 2015 e da inflação, medida pelo INPC, deste ano). O percentual de correção do salário mínimo, pela proposta, será de 7,5%.