Dados mostram que Estado teve saldo positivo de US$ 58,212 milhões, resultado de US$ 389,964 milhões de vendas e US$ 331,751

A balança comercial goiana apresentou saldo positivo de US$ 58,212 milhões em fevereiro, contra US$ 41,247 milhões negativos no mesmo período de 2012 – o melhor resultado para o mês desde 2003 –, segundo dados divulgados ontem pelo secretário de Indústria e Comércio, Alexandre Baldy. O Estado exportou US$ 389,964 milhões e importou US$ 331,751 milhões – crescimento de 2,48%, o que eleva o saldo acumulado do ano para US$ 51,132 milhões positivos.

“Isso consolida a nossa economia, as nossas exportações. Estamos fazendo de tudo, mas sabemos que este 2013 será um ano cheio de desafios e dificuldades, mas temos de alcançar objetivos audaciosos, os mesmos que conquistamos em 2012, quando chegamos a R$ 7 bilhões em exportações”, disse o secretário Alexandre Baldy, durante o anúncio.

As carnes, incluindo bovinos, suínos, aves e outras, continuam sendo os produtos mais exportados. Juntas, somam US$ 113,577milhões, o que representa 29,13% da pauta de exportação goiana. Na sequência vem a soja – grãos, bagaços, óleos etc, com US$ 65,233 milhões exportados, representando 16,73% –, seguida de sulfeto de cobre, ferroligas, milho, açúcar, couro e derivados e outros.

Em fevereiro deste ano, o Estado de Goiás exportou mais carnes do que em fevereiro do ano passado, um aumento de 17,18%, mas o grande salto foi do milho, que aumentou nada menos do que 1155,21%. Já na pauta de importação goiana os produtos farmacêuticos são líderes, representando 30,58% do que compramos do exterior em fevereiro deste ano, seguidos de veículos automóveis, tratores e suas peças e acessórios, que entra com 25,62%.

Nossas exportações, em fevereiro, tiveram os seguintes destinos: Holanda, 13,71%; China, 11,51%, Índia, com 9,96%, seguidos de Rússia, Espanha, Chile, Estados Unidos, Coréia do Sul e Itália. Já os principais produtos que importamos vieram dos Estados Unidos, 21,71%; Coreia do Sul, 16,64%; Japão, com 11,57%; Alemanha, com 10,66%, seguidos de Tailândia, China, Canadá, Suíça, Holanda e Índia.

Importações

No comparativo das importações de fevereiro de 2013 com o mesmo período de 2012, a balança comercial apresentou queda de 21,34%. Com relação à balança nacional, Goiás participou com 2,11% nas exportações em fevereiro de 2012, com US$ 380,96 milhões dos US$ 18,02 bilhões. Já em fevereiro deste ano, a participação goiana subiu para 2,52. As exportações brasileiras alcançaram US$ 15.551,00 bilhões, e as goianas, US$ 389,964 milhões

De acordo com Baldy, o Estado mantém o trabalho para ultrapassar a meta nacional. “Hoje trabalhamos com perspectivas ruins no que diz respeito aos mercados internacionais. Um bom exemplo é a China – país comprador de nossos produtos –, que reavaliou, para baixo, seu nível de crescimento para 2013”, analisou, ao observar que a conquista por novos mercados fica ainda mais desafiadora. “Não estamos parados. Temos equipe na Alemanha, prospectando negócios, recebemos recentemente uma missão dos árabes, que estão interessados em investir em Goiás, e esta semana foram os japoneses”, acrescentou.

Na análise das importações, os números nacionais em fevereiro de 2012 ficaram em US$ 16,321bilhões, enquanto em Goiás, foram US$ 275,311 milhões, participação de 1,69% no total. No mesmo período deste ano, o Brasil importou US$ 16.82 bilhões; Goiás, US$ 389,96 milhões. Isso representou aumento nas importações nacionais para 1,97%.

Fonte: O Hoje (GO)