O faturamento da indústria apresentou queda de 5,2% em março na comparação com fevereiro

O faturamento da indústria apresentou queda de 5,2% em março na comparação com fevereiro. No primeiro trimestre, o indicador apresentou alta de 2% frente ao mesmo período do ano passado. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira pela CNI (Confederação Nacional da Indústria).

O percentual de horas trabalhadas caiu 2,4% em março, enquanto a capacidade instalada da indústria recuou 1,0 ponto percentual e passou de 83,4% em fevereiro para 82,4% em março. No trimestre a capacidade instalada caiu 1,0 ponto percentual, comparado ao mesmo período do ano anterior.

O emprego foi o indicador que teve o menor recuo, apenas 0,1% em relação a fevereiro. No trimestre, o índice cresceu 0,6%, ante o mesmo período do ano anterior. Na comparação com março de 2010, o indicador cresceu 3%.

Dos 19 setores pesquisados, apenas oito registraram um faturamento real positivo. Os segmentos que tiveram as maiores quedas foram: móveis (23,8%), têxteis (10,8%), papel e celulose (9,7%).

Segundo justificativa da CNI, a “ocorrência do carnaval em março, em vez de fevereiro, explica, em grande parte, a piora dos indicadores.”

O setor de alimentos e bebidas também já mostra um recuo em todos os seus indicadores. O faturamento real passou de um crescimento de 2,2% em fevereiro para uma queda de 5,5% em março. As horas trabalhadas tiveram redução de 2,6% em março e a capacidade instalada teve queda de 2,2 pontos percentuais no mês passado.

 

Fonte: Folha.com