Depois de ter aprovado a proposta do PPR na semana anterior, cerca de 300 empregados da fábrica de lã de aço assolan em Goiânia, Química Amparo reúnem nesta quinta-feira, 18 de dezembro, para discutir e votar a renovação do acordo do banco de horas para o ano de 2015.

O acordo atual se extingue no dia 31 de dezembro e, caso não seja aprovada a renovação, o ano novo começa sem a compensação das horas excedentes trabalhadas, por folgas como previsto em lei. A assembleia está marcada para as 15 horas na sede da empresa e será dirigida pelo presidente do SindMetal-GO.

A lei que criou o banco de horas no final da década de 90, de acordo com o presidente da entidade, Roberto Ferreira, perdeu o sentido, pois o objetivo na época era evitar a dispensa imotivada dos trabalhadores num momento de forte crise econômica motivada pelos efeitos do Plano Collor, que precarizou a economia brasileira.

 

Veja também:

> Empregados da Zema iniciam a Campanha Salarial de 2015

> Por unanimidade, trabalhadores aprovam PPR da empresa Química Amparo

> SindMetal-GO divulga datas dos cursos de soldador para 1º trimestre de 2015

 

Fonte: Núcleo de Jornalismo e Assessoria de Imprensa