Cerca de 100 empregados da Química Amparo se reuniram na sede da empresa, na terça-feira, 13 de setembro, e aprovaram a proposta da empresa referente ao Programa de Participação nos Lucros (PPR) de 2016. Segundo o acordo firmado com os empregadores, os operários poderão receber até três salários contratuais se as metas estabelecidas forem atingidas. As metas são referentes ao volume de produção e à redução de despesas.

Cerca de 100 empregados se reúniram para decidir se aprovaria ou não o PPR

Cerca de 100 empregados se reúniram para decidir se aprovariam ou não o PPR

Marinês Ribeiro dos Reis é ajudante de produção e elogia a atuação do SindMetal-GO nas negociações do PPR junto à empresa. “Nós trabalhamos muito e temos pouco tempo, então o sindicato acaba nos lembrando de quais são os nossos direitos. É uma forma de cuidar do trabalhador”, opina.

dsc02178

O presidente do SindMetal-GO, Eugênio Francisco (vermelho ao fundo) e o advogado da entidade, Dr. João Camargo Filho, conversaram com os empregados

O presidente do SindMetal-GO, Eugênio Francisco destacou a importância da participação dos empregados no lucro da empresa e o comprometimento do sindicato no acompanhamento do PPR. “É importante frisar que o sindicato está sempre fiscalizando se a meta estipulada pela empresa não é exagerada, para que o metalúrgico não trabalhe compulsivamente e além de seus limites”, afirmou.

Segundo o acordo firmado com os empregadores, os operários poderão receber até três salários contratuais se as metas estabelecidas forem atingidas

Segundo o acordo firmado com os empregadores, os operários poderão receber até três salários contratuais se as metas estabelecidas forem atingidas