Contraproposta de aumento salarial feita pela empresa está longe do que pretendem os trabalhadores

O SindMetal-GO realizou na terça-feira, 29 de abril, uma assembleia dentro da empresa para apresentar a contraproposta de 10% de aumento salarial para renovação do Acordo Coletivo 2014/2015.


Empregados da Metalúrgica Rezende se reúnem em assembleia com o SindMetal-GO

O índice oferecido causou surpresa e revolta aos empregados, que o rejeitaram por unanimidade. Eles autorizaram a direção do sindicato a tentar reabrir as negociações mas avisaram que menos de 15% não precisa nem convocar nova assembleia.   

O presidente do SindMetal-GO, Roberto Ferreira disse que a entidade irá seguir a decisão da assembleia. “Não vejo problema em prosseguir o diálogo com a empresa, o importante é chegar ao índice que a categoria pretende e espera”, ressalta. 

Veja Também:

> Segunda Festa do Dia do Metalúrgico foi um sucesso

> Sindicato forma mais uma turma de soldador em parceria com o Senai

> Negociações de 2014 é tema da 9ª Jornada de Debates do Dieese

 Fonte: Núcleo de Jornalismo e Assessoria de Imprensa