Em assembleia, maioria vota pela paralização que ainda não tem data marcada

Na última sexta-feira (17), o SindMetal-GO realizou assembleia com os empregados da Brasmom para colocar em votação a paralisação. Já que a empresa, após algumas reuniões, decidiu não mais negociar com o sindicato dos trabalhadores, os empregados votaram e a maioria decidiu pela greve.

A data para a paralisação ainda não foi decidida. O SindMetal-GO voltará a entrar em contato com os metalúrgicos a fim de escolher o melhor dia para dar início à greve. A última reunião com a direção da empresa foi realizada no dia 10 de abrill. Os representantes da Brasmom ofereceram 12% de aumento salarial, índice que foi rejeitado pelos empregados no dia 23 de abril.

Desde então, a empresa não quis marcar mais nenhuma reunião com a Comissão Negociadora do sindicato. Em contato por telefone, a empresa afirmou que não negociaria mais e que pretendia esperar pelo resultado da Convenção Coletiva, negociada com o Simelgo.

Toda a categoria já está em estado de greve. No caso das empresas que negociam Acordos Coletivos, a Brasmom é a quarta empresa a entrar na lista daquelas que devem paralisar suas atividades nos próximos dias.

Leia mais:
>> Trabalhadores da JK, Cemix e Mangels votam a favor da greve
>> SindMetal-GO marca presença em evento sobre a Segurança do trabalhador
>> Empresas oferecem aumento salarial fora do cenário atual de inflação

Fonte: Assessoria de Comunicação SindMetal-GO