Os empregados da Auto Mecânica Retiro do Bosque estão passando maus bocados devido ao descaso da direção da empresa. Quatro irregularidades foram denunciadas pelos operários, todas em desacordo com a convenção coletiva da categoria e com as leis trabalhistas.

Os trabalhadores reclamam que a empresa não paga o prêmio de assiduidade e pontualidade e nem as horas extras realizadas pelos empregados. Os operários praticam jornada excessiva de trabalho, totalizando 51 horas semanais, em desacordo com a CLT.

Pra terminar, a empresa retirou o cartão de ponto, impedindo os trabalhadores de registrem seu horário de chegada e saída. O SindMetal-GO já enviou ofício à direção da empresa, mas até o momento nada foi resolvido. Pedido de fiscalização e ação na justiça serão os próximos passos.